Sobre o Evento

O LAB.IRINTO é um processo de debates, trocas de experiências e articulação internacional entre criadores da Baixada Santista, de outras regiões do Brasil e do mundo, com três objetivos principais: (1) subsidiar a concepção do LABxS (Lab Santista), um laboratório de cultura livre e inovação cidadã; (2) fortalecer a rede nacional de cultura livre e inovação cidadã e (3) avançar na articulação internacional em torno da agenda de bens comuns.

Cada uma de suas atividades é uma porta de entrada para um labirinto de possibilidades que esperamos nos ajude a encontrar as soluções necessárias para a invenção desse laboratório em nossa região e para o fortalecimento de nossas ações.

Realizado entre os meses de abril e junho, estamos convidando produtores, artistas, pesquisadores, gestores e empreendedores a compartilhar suas experiências conosco, fortalecendo e ampliando redes existentes e inventando novas possibilidades.

O LAB.IRINTO é uma realização do Instituto Procomum, com apoio da Fundação Ford, da Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação, e da Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB).

Suas principais atividades ocorrerão na cafeteria e no Auditório do Museu Pelé e em um dos teatros da cidade de Santos. Tudo será transmitido ao vivo e documentando em nossos canais.

HISTÓRICO

O LAB.IRINTO é mais um passo em um processo de investigação que iniciamos no ano passado. Com financiamento da Fundação Ford, nossa equipe desenvolveu o projeto Instituição de Cultura Digital, que posteriormente foi rebatizado de “Tecnologias e Alternativas”. Esse projeto conduzido em 2015 produziu pesquisas, conversas com especialistas e visitas a laboratórios, centros culturais e coletivos em diversos países como forma de subsidiar a criação de uma instituição internacional de arte, cultura e tecnologia no Brasil. A documentação do projeto se encontra no site www.tecnologiasealternativas.org.br.

Logo em seus primeiros meses de desenvolvimento, o projeto foi selecionado em uma convocatória internacional para participar de um programa de residência promovido pela Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB) em parceria com o MediaLab-Prado, de Madri, Espanha. Participamos então do LabMeeting, primeiro encontro de laboratórios promovido pelo MediaLab-Prado, e que passou a ser uma inspiração para a realização do LAB.IRINTO.

Nos 20 dias que estivemos na Espanha, colaboramos com gestores europeus e de iniciativas similares na América Latina (Argentina, Uruguai, México e Equador), criando assim um processo de trabalho cooperativo. Dessa parceria nasceu a rede #LatinLabers de inovação cidadã. Sem dúvida, esse processo foi de enorme importância para o amadurecimento de nossos planos e resultou na criação desse processo aberto de construção do LABxS (Lab Santista), que chega agora à sua etapa de afunilamento com a realização do LAB.IRINTO.

Paralelamente aos esforços de articulação internacional, compusemos uma rede de trabalho com participação de nossa equipe, do Ministério da Cultura e da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo. E desde setembro, estreitamos nossa interlocução com a prefeitura de Santos, que resultou, em janeiro de 2016, na elaboração de um plano de trabalho conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento e Inovação.

Atualmente, o LAB.IRINTO é apoiado também pelas secretarias de Cultura, Turismo e Comunicação e Resultados.

O LABxS – Lab Santista
Será o primeiro laboratório de cultura livre e inovação cidadã do Brasil. Um centro cultural internacional e uma plataforma de realização de projetos, articulações, reflexões e ações no campo da arte, cultura, tecnologia e sociedade. A partir da articulação de uma rede de criadores, inventores e desenvolvedores em torno do Instituto Procomum e por meio de parcerias com organizações de abrangência local, nacional e internacional, o LABxS (Lab Santista) será implementado no Centro de Santos contribuindo para ressignificação urbana da região. No maior porto da América Latina, um hangar destinado à criação de novos mundos a partir das nossas especificidades locais.

O Instituto Procomum
O Instituto Procomum (IP) é uma organização internacional que está sendo criada com sede em Santos para se consolidar como uma plataforma para o desenvolvimento de ações, metodologias e conhecimento em torno da temática dos bens comuns, da cultura livre e da inovação cidadã. Parte da cultura e da arte para produzir transformações políticas e sociais, utilizando-se para isso das diferentes tecnologias disponíveis, em especial as de comunicação e informação. Seu objetivo é produzir uma sociedade mais aberta, livre e colaborativa.

Inovação Cidadã
O conceito de inovação cidadã vem sendo empregado para definir os processos de criação de metodologias, tecnologias, projetos e ações que têm como objetivo transformar a realidade a fim de alcançar maior inclusão social, por meio da redução da desigualdade e da defesa dos bens comuns. Essas iniciativas se utilizam das tecnologias digitais (mas não só) para potencializar a capacidade de auto-organização mediante práticas de colaboração, trabalho em rede e transferência de conhecimento, facilitando o aproveitamento da inteligência coletiva em nível local e global. É um conceito que está em construção permanente e que articula em torno de si uma rede de cooperação.

Comentários

  1. ABEL MARQUES PESTANA JUNIOR disse:

    Parece-me que o evento será bacana. Tudo que é inovador tende a ter resistência por parte da sociedade e poder público. Para inovar, há de se quebrar paradigmas. Sou presidente de uma OSCIP, em CUBATÃO, chamada CECAP-DA.. Com oito anos de atividade, ainda encontramos barreiras por parte do poder público. A luta é incansável, mas os resultados nos enche de orgulho. Todo esforço sempre vale muito a pena.

  2. Simone Anjos disse:

    Bom dia, há necessidade de alguma inscrição prévia?

    • Rodrigo Savazoni disse:

      Sim, para participar do mapeamento você precisa se inscrever no link que está na nossa primeira página. Para outros eventos não é necessário incrição.

  3. isabel cristina disse:

    ola sr. rodrigo savazoni , somos entidades e não conseguimos , fazer a isncrição pelo seu link ,,,ele acusa a seguinte resposta, que a ficha não aceita respostas acho que a um erro no link por favor prtendendo nos isncrever como fazemos

  4. Sheila disse:

    Boa noite, estou muito interessada em poder participar dos eventos dos dias 22, 23 e 24 de junho. Gostaria de saber se é necessário se inscrever previamente? Obrigada!

    • Editor disse:

      Oi Sheila, para o dia 24, o evento será aberto. No dia 23 à noite também teremos um momento de apresentação de experiências aberto ao público em geral. Para os dias 22 e 23 teremos uma seleção de projetos, porque será uma dinâmica mais focada. Fique de olho no site para garantir sua inscrição. Obrigado pelo interesse.

  5. Joyce Moysés disse:

    Rodrigo, estou escrevendo reportagem sobre empreendedorismo social para a AT Revista e entrevistei o Santiago, que elogiou bastante sua iniciativa. Vou divulgar o evento na matéria. Para confirmar, é gratuito, certo?
    A propósito, trabalhei com Gabi Agustini, anos atrás. Sou orgulhosíssima do talento e das atividades dessa menina incrível.
    abs

    • Editor disse:

      Oi Joyce. As atividades são gratuitas sim. Que privilégio trabalhar com a Gabi. Ela estará conosco na programação. Acho que uma entrevista com ela para a AT seria muito legal. Ela se tornou um nome fundamental da cultura maker não só no Brasil, mas no sul global. Obrigado pelo contato.





Realização